Promotores pedem que SBF seja banido do Signal após tentar contatar testemunha

Promotores pedem que SBF seja banido do Signal após tentar contatar testemunha
Celsinho92
0
0

Os promotores federais solicitaram que as condições de fiança do ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried (SBF), sejam modificadas para evitar novas tentativas de influenciar os depoimentos das testemunhas.

Documentos judiciais incluídos em 27 de janeiro revelaram que o Departamento de Justiça (DOJ, na sigla em inglês) pediu ao juiz do Tribunal Distrital dos Estados Unidos, Lewis Kaplan, que proibisse Bankman-Fried de se comunicar com “funcionários atuais ou antigos” da FTX ou Alameda.

Os promotores fizeram a solicitação após alegarem que Bankman-Fried havia entrado em contato com Ryne Miller, o atual Conselheiro Geral da FTX US, através de Signal e e-mail em 15 de janeiro, tentando "influenciar" o testemunho de Miller. O documento cita:

“Eu gostaria de nos reconectar e ver se há uma forma de ter um relacionamento construtivo, usando-nos como recursos quando possível, ou pelo menos verificar coisas juntos.”

Os promotores também solicitaram que Bankman-Fried seja proibido de usar aplicativos de comunicação criptografados.

“O acusado não deve usar qualquer tipo de aplicação encriptada ou efêmera para ligações ou mensagens, incluindo, mas não limitado, ao Signal.”

O documento alegou ainda que o uso do Signal por Bankman-Fried é consistente com “um histórico” de uso do aplicativo para fins obstrutivos.

Em dezembro de 2022, foi relatado que Bankman-Fried negou qualquer envolvimento ou conhecimento de um bate-papo em grupo “Wirefraud” no Signal, horas antes de sua prisão pela polícia das Bahamas.

O bate-papo em grupo incluía membros do círculo interno de Bankman-Fried, incluindo o co-fundador da FTX, Zixiao “Gary” Wang, o engenheiro da FTX, Nishad Singh, e a ex-CEO da Alameda, Caroline Ellison, que supostamente usou o grupo para enviar informações secretas sobre a FTX e a Alameda após o colapso.

O episódio ocorre após os advogados que representam a FTX no processo de falência alegarem, em 26 de janeiro, que a família imediata de Bankman-Fried deveria ser questionada sobre quaisquer benefícios financeiros que possam ter recebido da exchange.

Leia mais: